A democracia abalada

Um relatório publicado nesta semana pelo Instituto da Democracia da UNICAMP mostra-nos que desde 2002, quando a pesquisa sobre a satisfação do brasileiro com a democracia é realizada, nunca estivemos tão pouco confiantes nesta forma de governo. Dos 2500 entrevistados de 179 municípios do país, apenas 19,4% estão muito satisfeitos com a democracia, ainda que a maioria concorde que ela é a melhor forma de se conduzir os rumos da política.

Talvez podemos atribuir o descrédito da democracia não somente em relação ao seu formato, mas também quanto às péssimas notícias oriundas da classe política, que tanto faz por merecer o seu atual posto de desconfiança. Escândalos de corrupção, obras não concluídas, condutas pouco éticas, todos estes fatores fazem com que a democracia seja abalada.

É preciso acreditar pois, somente pelo regime democrático é possível construir um novo Brasil, frase tão exclamada e pouco praticada por nós brasileiros. A manutenção da democracia é tarefa diária de cada um e, para que ela se torne uma forte coluna na opinião pública, só há uma receita mágica: tornar a participação política uma regra – e não uma exceção que só aparece a cada biênio quando acontecem as eleições.

Se você quiser falar comigo envie um e-mail para contato@tiagovalenciano.com

 

Anúncios