O muro de Brasília

O “muro do impeachment” instalado na capital federal – a poderosa Brasília, reflete uma questão que nós, brasileiros, precisamos aprender a conviver melhor: as disputas políticas e ideológicas instauradas a partir do sistema democrático. A tentativa de separação entre os manifestantes favoráveis e contrários ao impedimento da Presidente da República Dilma Rousseff (PT), nos faz perguntar: para qual caminho a democracia brasileira caminhará?

A atitude de implantação de uma separação defronte ao Congresso Nacional reflete a preocupação em possíveis embates dos grupos distintos. Porém, mais do que a divisão de torcidas – tão comum em estádios de futebol, transportada para a arena de debates da política, precisamos aproveitar esta oportunidade e aprofundar a discussão sobre a qualidade da democracia no Brasil.

Além desta ocasião, costumamos ver que nas disputas eleitorais (e seria esta uma, por que não?) os ânimos se acirram. Amizades terminam, grupos de whatsapp ficam a todo vapor, posições contrárias se tornam ofensivas à honra e ao caráter pessoal. O respeito, a tolerância com o posicionamento político distinto de um amigo se torna ódio mortal. O que era amizade se torna inimizade; o que era paz se transforma em guerra; o que poderia ser um bom debate de ideias se configura em argumentos apaixonados, sem fundo comprobatório verdadeiro.

O “muro de Brasília” deverá opor o grupo situacionista do oposicionista, em um “novo” processo de impeachment que desde Fernando Collor de Melo, quando ainda Presidente da República, não chegava ao atual momento. Na ocasião de Collor o grupo de situação era menor e desarticulado. Hoje o momento é outro. Aguardaremos as cenas dos próximos capítulos, que prometem aguçar os ânimos no centro do país, na expectativa de que possamos refletir sobre sentimentos como a tolerância e o debate com bons argumentos, tão carentes (ainda) na política brasileira.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s